BlogMarketing Digital

Call To Action (CTA): Descubra o que é, como e quando usá-lo

Um dos principais objetivos por trás das estratégias de Marketing Digital é incentivar o usuário a realizar uma determinação ação, seja para ele fazer download de um material, se inscrever na newsletter ou comprar um produto. Mas como fazer isso? Simples! Usando um bom call to action (ou chamada para ação).

O CTA pode ser usado em anúncios, publicações, landing pages e e-mails, esse recurso, que pode ser um botão ou apenas texto, tem o poder de estimular o usuário à realizar uma ação específica. Com um bom CTA você consegue atrair cada vez mais interessados e, consequentemente, convertê-los para o seu negócio.

Para usá-la corretamente e alcançar os resultados esperados é preciso saber mais sobre essa ferramenta, né? Vamos lá!

O que é um Call To Action (CTA)?

O Call To Action é qualquer chamada que atraia a atenção do usuário para que ele realize uma determinada ação. Os CTAs podem aparecer de diferentes maneiras. Alguns podem ser um botão para o download de um infográfico, outros um link para inscrição de um webinar, ou a legenda de um post com um convite para comentar ou marcar um amigo.

Assim, o CTA é um recurso fundamental para suas estratégias de Marketing Digital, pois é ele quem deve levar o usuário para a próxima etapa do funil de vendas. Para isso, escolher a chamada certa faz toda a diferença para a conversão acontecer.

Antes de te apresentar alguns exemplos de Call To Action e como usá-lo na prática, vamos entender como ele influencia no processo de conversão.

Há muitos anos o método AIDA é utilizado na publicidade e, agora, no marketing. Essa metodologia sugere que desde quando abrimos um site, percorremos por quatro etapas até o momento em que decidimos agir. Cada uma dessas fases exige cuidados próprios. Então, você deve estar preparado para atingir os objetivos específicos de cada passo:

  • Atenção: Na primeira etapa é preciso conquistar a atenção do usuário. Seja com uma frase ou imagem, é preciso despertar nele a vontade de continuar navegando;
  • Interesse: Em seguida, forneça mais informações ao visitante para que a atenção vire interesse e ele passe para a próxima etapa;
  • Desejo: Essa é a hora de destacar todos os benefícios e vantagens que a sua marca irá proporcionar ao interessado para despertar nele o desejo de adquirir seus produtos ou serviços;
  • Ação: Por fim, com a decisão tomada, é o momento de direcioná-lo para ação.

O Call To Action geralmente está presente nas etapas de Atenção e Interesse e na Ação, que muitas vezes é o próprio ato de clicar no CTA.

Onde usar o Call To Action?

Como vimos, o CTA pode assumir diferentes formas, por isso é muito importante saber onde utilizar e quais formatos se encaixam melhor nas suas estratégias. Abaixo você confere os principais canais onde pode usá-lo:

No seu site

Todos os visitantes que chegam ao site da sua empresa desejam saber mais sobre os produtos que você oferece. Então, nada melhor do que inserir CTAs na página inicial e em algumas páginas específicas a fim de estimular o usuário a realizar alguma ação.

No site você pode incluir algumas chamadas como, por exemplo, “assine nossa newsletter”, “acesse nosso blog”, “conheça nossas soluções” e outros.

Nas redes sociais

Estar presente nas redes sociais hoje é fundamental para negócios de todos os portes e segmentos. Por meio desses canais é possível estabelecer uma relação mais próxima com os usuários e você pode usar Call To Action para direcionar os próximos passos.

Nos perfis do seu negócio você pode incluir CTAs ao final das legendas de acordo com a imagem e com o que foi falado. Se a publicação se trata de um curso, incentive os usuários a clicarem no link para se inscreverem ou pedir para que eles marquem um amigo.

Por exemplo, na publicação abaixo do perfil da TokStok, o CTA usado é o incentivo para que os seguidores compartilhem as transformações que fizeram em casa e ainda usem a hashtag própria da marca.

Nos e-mails

A maioria dos e-mails são acompanhados por call to action com o intuito de orientar o destinatário para o próximo passo do funil de vendas. Além disso, quando usado em e-mails, o CTA te ajuda a identificar qual é o nível de interesse do cliente no seu produto ou serviço, e qualificá-los como leads ou leads qualificados.

Nesse caso, as chamadas costumam aparecer como botões que levam o usuário para conteúdos relacionados ou para páginas externas onde ele pode baixar um material rico.

Em anúncios

Todo e qualquer anúncio, independente se é um link patrocinado ou ads nas redes sociais, tem um objetivo em comum: estimular o usuário a realizar uma determinada ação, como se matricular num curso ou adquirir um produto.

Assim, os textos devem ser curtos e diretos para alcançar o resultado esperado que é a conversão. Nesse caso, faça uso de palavras chamativas, por exemplo, “compre agora”, “inscreva-se agora” ou “solicite um orçamento”. No exemplo abaixo a Natura fez um anúncio sobre a possibilidade de comprar online e receber em casa:

Você também pode usar CTAs em vídeos ao incentivar os visitantes a clicarem nos links da descrição, em posts do blog ao direcioná-los para outros conteúdos ou landing pages para download de materiais. Ficou claro o que é um call to action e como usá-lo?

Quer receber conteúdos como este diretamente na sua caixa de entrada? Assine nossa newsletter!


Faça um comentário

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *