BlogMarketing Digital

Como o telefone evoluiu para o principal meio de acesso às redes sociais?

Hoje em dia é difícil se imaginar sem celular, não é? Imagine como seria marcar um encontro com um amigo, avisar os pais sobre determinada situação ou consultar o preço de um determinado produto SEM O CELULAR, isso é impossível! Ao longo dos anos acabamos ficando cada vez mais dependentes dos nossos queridos aparelhos e hoje em dia eles servem para diferentes finalidades.

Mas antes que a gente pudesse simplesmente guardá-los nos nossos bolsos, os telefones passaram por uma longa linha de evolução.  Para saber mais sobre essa história, continue acompanhando o nosso artigo!

A história do telefone

Ninguém podia imaginar que a noite do dia 2 de junho de 1875 ficaria marcada pela “descoberta” do telefone. Neste dia, Alexander Graham Bell fazia experiências com um telégrafo harmônico quando seu ajudante, Thomas Watson, puxou a corda do transmissor e emitiu um som diferente que foi ouvido por Bell do outro lado da linha.

Um ano depois a invenção foi patenteada, e em 10 de março de 1876 aconteceu a primeira transmissão elétrica da primeira mensagem completa pelo aparelho recém-inventado. Graham Bell estava no último andar de uma hospedaria em Boston, enquanto Watson trabalhava no térreo e atendeu o telefone, que tocou.

A partir dali começava uma longa história. A história das telecomunicações, que iria revolucionar o mundo dali em diante.

O surgimento do celular e do SMS

Atualmente os telefones não ficam mais “presos” as residências e são utilizados como computadores portáteis, onde podemos realizar compras, enviar mensagens e acompanhar nossos amigos através das redes sociais. Contudo, você sabia que o primeiro telefone celular não permitia o envio de SMS? Exatamente.

O primeiro telefone portátil criado pela Motorola, o DynaTAC 8000x, também conhecido como “tijolão”.

O primeiro modelo lançado em 1984 foi o Motorola DynaTAC 8000x e ele possuía apenas o teclado numérico. Mas esse não era o único motivo que impedia o aparelho de enviar mensagens. A verdade é que o sistema de SMS foi criado somente em 1992 na Inglaterra pela empresa Vodafone. O objetivo da operadora era criar serviços de mensagens curtas e disponibilizá-los aos seus clientes.

A primeira mensagem que dizia “Feliz Natal” foi digitada a partir de um computador e enviada ao diretor da Vodafone que a recebeu usando um Orbitel 901. Diferente do que você deve estar imaginando, o SMS não se tornou uma febre logo depois. Para se ter uma ideia, em 1995 clientes de redes GSM enviaram uma média de apenas 0,4 mensagens de texto por mês. No ano 2000, a média ainda era de apenas 35 mensagens no mesmo período.

Esse cenário mudou com o surgimento dos planos pré-pagos, que atingiu automaticamente o público jovem que mergulhou de cabeça no sistema de mensagens. Pesquisas mostram que o número total de mensagens de texto enviadas triplicou entre 2007 e 2010, subindo de 1,8 trilhão para 6,1 trilhões.

Não demorou muito para que esse recurso fosse direcionado para as vendas, assim as empresas começaram a utilizar o SMS para divulgar promoções, descontos e atrair os consumidores para os estabelecimentos e lojas virtuais. Se você ainda não utilizou mensagens de celular como tática de venda, saiba que pode estar perdendo boas oportunidades. Aqui vai algumas dicas para te ajudar:

  • As ações devem ter prazo de validade, por exemplo: “Não perca as ofertas que preparamos! Aproveite 60% de desconto em todo o departamento de móveis, somente até o dia 17/04/2019.”;
  • Entre uma ligação ou outra, utilize o SMS e e-mail marketing como táticas de follow-up;
  • Ao final da mensagem lembre-se de inserir o link do seu site ou de uma Landing Page personalizada;
  • Forneça cupons de desconto, por exemplo: “Obrigado por comprar no nosso site! Aqui está 20% de desconto para sua próxima compra!”.

O primeiro smartphone e a introdução das redes sociais

Mas, em que momento aconteceu a junção da telefonia com a computação? O primeiro smartphone da história começou a ser comercializado em 1994, era um aparelho da IBM e ficou popularmente conhecido como Simon. Infelizmente o primeiro smartphone da história não fez tanto sucesso quanto era esperado, apenas 50 mil unidades do aparelho foram vendidas.

Mesmo sem ter conquistado o público, o Simon apresentava algumas características interessantes, como o touch screen. Além disso, o celular permitia que seus donos tivessem acesso ao calendário, agenda, calculadora, relógio, bloco de notas e possibilitava que eles enviassem fax. Apesar de tudo, o Simon foi o pai de todos os smartphones e abriu caminho para os mais diferentes modelos que surgiram dali pra frente.

Um marco na história, Steve Jobs apresentou o iPhone para o mundo em 2007

O ano de 2007 trouxe outro marco histórico para a tecnologia, foi nessa época que surgiu o primeiro iPhone. O aparelho nas palavras de Steve Jobs era “um iPod, um telefone e um aparelho de internet”, e apesar de não ter sido o primeiro smartphone da história, ele foi o primeiro multitouch.

Em 2008 o Facebook lançou um aplicativo para iPhone. Até então, só era possível entrar na rede social pelo navegador do celular, mas o acesso era lento e com menos opções do que a versão para computadores. Esse foi o pontapé para que todos os smartphones viessem com aplicativos para acesso as redes sociais. Para se ter uma ideia, o Facebook registrou 500 milhões de usuários em julho de 2010, sendo que mais de 100 milhões desses acessavam a rede social pelos celulares.

Atualmente os celulares já ultrapassaram os computadores e se tornaram o principal meio de acesso à internet, por isso suas estratégias de marketing devem sempre levar em consideração os dispositivos móveis. Quer saber como?

  • Opte por um design responsivo ou adaptável: A maioria das pesquisas realizadas na internet são feitas por meio de celulares, portanto é importante que os conteúdos possam ser visualizados em qualquer dispositivo sem problemas.
  • Invista em aplicativos: De acordo com uma pesquisa divulgada pelo SPC Brasil no ano passado, 74% dos brasileiros utilizam os smartphones para realizar compras na internet. Desta maneira, os aplicativos se tornaram uma excelente alternativa para disponibilizar seus produtos e serviços 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Aposte no QR Code: Este código de barra 2D permite que os usuários façam leituras de informações através da câmera de seus dispositivos. Você pode utilizar o QR Code como um panfleto da empresa, por exemplo, e direcionar os usuários diretamente para o site. Esse recurso também é interessante para distribuir cupons de desconto e incentivar os consumidores a utilizarem esse método.

Gostou de saber mais sobre a história do telefone? Receba nossos conteúdos duas vezes por mês diretamente no seu e-mail, basta assinar a nossa newsletter para ficar por dentro de tudo!

Faça um comentário

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *