BlogMarketing Digital

E-mail marketing ainda funciona? 5 estatísticas que vão te convencer!

Avalie esse artigo

Apesar da constante invenção de novas tecnologias de comunicação, algumas são praticamente imbatíveis. É o caso do e-mail marketing. Apesar de ser uma das pioneiras, ela resiste e segue como uma das mais importantes em uma estratégia de comunicação.

Quer provas? Nós temos! Neste post, você vai conhecer estatísticas que comprovam a força do e-mail marketing e por que ele ainda é um conceito importante e que deve ser incluído em qualquer estratégia que busque ser completa. Venha com a gente para saber mais!

E-mail marketing e o funil de vendas

O e-mail marketing busca tornar a jornada do cliente mais fácil. Por meio dele, são enviados conteúdos que ajudam o cliente a entender a dificuldade que tem e saber como resolvê-la. Com ele, é possível criar relações com os clientes, aproximá-los da marca e manter uma comunicação direta com eles. Isso porque:

  • no topo do funil, eles têm pouco conhecimento sobre o problema que enfrentam. Então, o material pode ajudá-los a definir com mais precisão a solução de que precisa;
  • no meio do funil, é possível aprofundar o conteúdo e entrar em detalhes que os deixem mais seguros para a decisão de compra;
  • no fundo do funil, o material serve para ajudá-los a se decidir. Para isso, servem comparativos, cases de sucesso ou o contato direto com um consultor da empresa.

Em resumo, com o conteúdo certo enviado no momento certo, é possível ajudar o consumidor a se decidir mais rapidamente sobre a compra. Isso torna o funil de vendas mais ágil e eficaz. Por isso, ele é bastante útil tanto para conquistar quanto para reter clientes.

Mesmo os millennials, que, teoricamente, têm pouca conexão com o e-mail, usam bastante esse recurso. Um estudo da Adobe mostra que eles verificam o e-mail pessoal com frequência no trabalho. Uma pesquisa da Mapp foi além: descobriu que eles preferem receber mensagens de suas marcas favoritas por e-mail.

Estatísticas do e-mail marketing

Existem várias pesquisas que provam que o e-mail marketing é eficiente. Veja, a seguir, alguns insights retirados de um levantamento que mostra dados bastante interessantes sobre 1247 participantes que atuam nesse mercado.

1. 96,7% dos respondentes acreditam na eficácia do e-mail marketing

Para eles, o método transmite confiança. Tanto que 95% dos participantes recebem alguma newsletter e 73,5% gostam de receber esse tipo de e-mail. Ou seja, a audiência está disposta a receber esse contato.

2. 96,2% segmentam os e-mails enviados

A segmentação é muito poderosa, pois permite enviar a mensagem certa para o público ideal no momento adequado. Afinal, não é o volume de e-mails que garante resultados.

3. 88% das empresas usam algum tipo de ferramenta

Com uma ferramenta específica, é possível otimizar o tempo gasto, ter mais controle sobre o desempenho da estratégia e, ainda, desenvolver ações de forma mais prática. Pode-se, por exemplo, fazer testes A/B para compreender o comportamento do consumidor e, assim, oferecer algo que ele realmente deseja.

4. 88% têm profissionais dedicados à estratégia de e-mail marketing

O levantamento mostra que cerca de 76,2% das empresas têm profissionais dedicados a essa estratégia.

5. 66,2% investem na nutrição de leads

Com a nutrição de leads, a empresa leva o cliente a ficar cada vez mais próximo de fazer uma compra. Isso porque o envio de conteúdos de qualidade ajudam a educá-lo e a nutrir a relação.

De forma geral, o e-mail marketing continua sendo um recurso muito útil para as empresas que querem desenvolver oseu relacionamento com a clientela. Com ele, a marca aumenta as chances de que o consumidor tenha uma melhor visão sobre a organização.

Quer estar sempre por dentro das novidades desse mercado? Siga-nos no Facebook e acompanhe as nossas publicações.

Faça um comentário
Tags

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *