BlogMarketing Digital

SEO para Youtube: Como atrair visibilidade e expandir o seu canal

Nos últimos anos, a criação e distribuição de vídeos através da internet se tornou cada vez mais comum. Várias pessoas já tornaram isso uma carreira de sucesso, principalmente graças ao Youtube, principal canal de distribuição de vídeos online. Se você utiliza o canal para divulgar seu negócio ou como parte de um projeto pessoal, precisa aprender sobre SEO para YouTube primeiro. 

Ao contrário do que muitos acreditam, o sucesso de um vídeo depende de muito mais do que seu conteúdo ou da qualidade da imagem. É importante pensar em como o algoritmo do Youtube define quais vídeos são priorizados e quais podem ser monetizados. Sem esse conhecimento, você não terá o melhor desempenho possível para seu canal. 

Quer entender melhor o tema? Então, acompanhe! 

O que é o SEO para YouTube? 

SEO é uma sigla para “Search Engine Optimization”, que pode ser traduzido como “Otimização do Motor de Busca”. Para aqueles que não sabem, os motores de busca são os sites onde você faz pesquisas na internet, principalmente o Google. 

Quando você otimiza seu conteúdo para os motores de busca, significa que você criou algo que tem chances melhores de aparecer como resultado destas pesquisas. E quanto mais pessoas virem seus vídeos, melhor! 

Melhores técnicas de SEO para YouTube 

Pensando nas melhores práticas de SEO para YouTube, há muitas coisas que você deve considerar antes de publicar um vídeo. Para te ajudar, listamos aqui alguns dos principais itens que você deve planejar e como você pode colocá-los em prática. Acompanhe: 

1.Nome de arquivo 

Pode parecer estranho, mas o nome do arquivo de vídeo que você usa no upload faz toda a diferença no seu resultado. Um dos fatores que a máquina leva em consideração antes de entregar uma lista de pesquisa é justamente o nome do arquivo, algo que ela pode ler com facilidade. A regra é colocar um título que seja bem claro em relação ao seu tipo de conteúdo, como “tutorial de maquiagem para noite.avi”, por exemplo. 

2. Título do vídeo 

O título do vídeo é outro item que pode mudar completamente a performance do seu canal. Assim como o arquivo, é importante comunicar o conteúdo, mas também é vital que você leve em conta quem estará lendo esse título. 

As regras aqui são: 

  • Coloque a palavra-chave central na esquerda, onde ela é mais visível; 
  • Use uma frase chamativa; 
  • Busque algo de 70 caracteres ou menos. 

Seguindo essas regras, seu título será interpretado pelo algoritmo como o mais legível e mais identificável possível, além de ser mais receptivo para o público geral. 

3. Duração do vídeo 

Esse pode variar um pouco, mas o tempo de duração do seu vídeo tem grande impacto na sua qualificação dentro de uma pesquisa. Em geral, os vídeos mais longos tendem a receber melhores qualificações. Um dos motivos para isso é que o YouTube valoriza o tempo que a audiência assiste seu vídeo mais que as visualizações. Sendo assim, 1000 visitas que param nos primeiros 10 segundos valem bem menos do que 100 visualizações completas de um vídeo de 20 minutos. 

A lei aqui é encontrar um equilíbrio. Ter um material extenso o suficiente para comunicar toda a sua mensagem de forma interessante, mas, ao mesmo tempo, não tão longo que vá desencorajar os espectadores de assistirem até o final. 

4. Tags 

Os marcadores, ou as “tags”, como são mais conhecidas, são pequenas palavras ou expressões usadas para identificar seu conteúdo. Um de seus propósitos é fazer com que determinadas palavras-chave sirvam como critério de busca, o que torna seu vídeo mais fácil de encontrar. Além disso, essas tags também ajudam a agrupar seus conteúdos a outros semelhantes, o que te faz aparecer em algumas recomendações. 

O recomendado é usar entre 5 e 8 tags, todas as quais devem ter alguma relação direta com seu conteúdo ou com seu canal. Não adianta colocar qualquer tag popular que não tenha a ver com o que você faz. 

5. Divulgação 

Sim, apesar de todo o resto, a divulgação direta ainda é uma boa parte do SEO para YouTube. Não basta montar tudo certinho e apenas esperar os resultados aparecerem. Você tem que colocar o link do seu vídeo nas redes sociais, chamar seus fãs para assistir seus conteúdos, entre outras ações, são fundamentais para assegurar o sucesso do seu canal. Quanto mais engajamento seu vídeo tiver, melhor qualificado ele fica diante do algoritmo. 

6. Otimização do canal 

Antes mesmo de otimizar vídeos, o SEO para YouTube deve levar em conta a otimização do canal como um todo. Afinal, ele será o seu cartão de visitas para o algoritmo determinar se você é um criador de conteúdo sério e dedicado ou apenas um usuário comum querendo aproveitar o que a plataforma oferece. 

Praticamente todos os campos personalizáveis dentro do seu canal são relevantes. Isso inclui a sua foto de capa, foto de perfil, tags associadas ao canal, descrição, entre outras coisas. Um fator que pesa bastante, por exemplo, é a sua frequência de postagens. Longos períodos de inatividade passam a impressão de um “canal abandonado”, o que não é nada bom para quem busca novos espectadores. 

7. Legendas e transcrições 

Acessibilidade é um tema cada vez mais importante na internet. Permitir que pessoas com diferentes deficiências possam aproveitar os mesmos conteúdos é um forte diferencial para a plataforma hoje em dia. Sendo assim, vale a pena investir em legendas e transcrições para seus conteúdos. 

Isso tanto em línguas estrangeiras quanto em sua própria língua. Quanto mais dessas você tiver, mais abrangente é sua audiência. E, consequentemente, melhor será sua qualificação diante dos motores de busca. 

Agora que você conhece as melhores práticas de SEO para YouTube, é hora de começar a incluir estes itens em sua rotina. Monte sua agenda de postagens, aprenda mais sobre o uso de palavras-chave, melhore a qualidade visual dos seus vídeos e logo você verá como cada uma destas atitudes influencia no sucesso do seu canal. 

E se precisar de um pouco mais de orientação, é só assinar nossa newsletter para ficar sempre por dentro de nossos melhores conteúdos. 

Faça um comentário

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Close