BlogMarketing Digital

Como funciona o algoritmo do Instagram? A plataforma finalmente explicou

O tão aguardado dia chegou! Finalmente soubemos, direto da fonte, como funciona o algoritmo do Instagram. A plataforma deu mais detalhes sobre como determina os posts que são exibidos nas diferentes seções do aplicativo.

De acordo com Adam Mosseri, que é head do Instagram, existem muitas informações controversas pela internet sobre o funcionamento da rede social e que essa explicação é justamente para a esclarecer todas elas.

Assim, em um comunicado divulgado recentemente, Mosseri trouxe todas as respostas e detalhes que os usuários do Instagram sempre questionaram. Por exemplo, “por que algumas das minhas postagens têm mais visualizações do que outras?” e “como o Instagram decide o que me mostrar no Explorar?”.

A seguir você confere um compilado das principais informações apresentadas pelo Instagram e que você precisa saber. Vamos lá?

O que é e como funciona o algoritmo do Instagram?

Diferentemente do que muitos de nós imaginávamos, o Instagram não possui um único algoritmo. Na verdade a rede social possui uma variedade de algoritmos, classificadores e processos, cada um com sua própria finalidade.

Quando foi criado, em 2010, o Instagram exibia as postagens em ordem cronológica. No entanto, conforme novos usuários foram chegando a plataforma e mais fotos eram compartilhadas, ficou impossível para a maioria dos usuários conseguir acompanhar tudo tudo, muito menos todas as postagens de que gostavam.

Seis anos depois as pessoas estavam perdendo 70% das postagens no Feed, inclusive grande parte eram de seus contatos próximos. Por este motivo, a rede social acabou desenvolvendo um Feed que classifica as postagens de acordo com o que você mais gosta.

E quando falamos que o Instagram usa uma variedade de algoritmos, é porque cada parte do aplicativo, Feed, Explorar, Reels, possuem o seu próprio algoritmo adaptado para como as pessoas o usam. Isso porque os usuários costumam procurar seus amigos mais próximos nos Stories, mas desejam descobrir algo totalmente novo no Explorar. Portanto, o Instagram classifica os conteúdos de maneira diferente em cada seção do aplicativo, com base em como as pessoas as usam.

Feed e Stories

Segundo o Instagram, Feed e Stories são lugares onde as pessoas desejam ver o conteúdo de seus amigos, familiares e daqueles de quem são mais próximos. Por isso, o objetivo é destacar os posts feitos por pessoas que você acompanha com frequência.

Para classificar as publicações dessas seções, o algoritmo do Instagram levam em consideração determinados sinais, como são chamados os critérios usados pela plataforma.

Apesar de existirem milhares de sinais que são analisados pelo Instagram, os mais relevantes são informações sobre o post. Como o número de curtidas, horário em que foi publicado e, se houver, a localização em que ele foi feito.

A plataforma afirmou que também avalia dados sobre o autor do post, o que inclui a frequência com que você interage com essa pessoa e se você costuma comentar nos posts dela. A rede social considera ainda sua atividade recente, para entender os assuntos pelos quais você se interessa.

A partir desses sinais, o Instagram elabora um conjunto de previsões. Essas suposições buscam entender qual a probabilidade de você interagir com uma postagem de maneiras diferentes.

Explorar e Reels

Tanto a aba Explorar quanto os vídeos curtos do Reels tem como objetivo apresentar aos usuários coisas novas, ou seja, publicações de contas que você não segue. Assim, o primeiro passo da plataforma é analisar o histórico de publicações que você curtiu, comentou e salvou. O próximo passo é avaliar quais são os outros usuários que também gostaram dessas publicações e quais contas eles seguem.

Ao encontrar um conjunto de imagens e vídeos que possa interessar o usuário, o Instagram estabelece como eles serão apresentados no Explorar ou Reels. Os posts são priorizados de uma forma parecida ao que acontece no Feed e nos Stories.

Os sinais avaliados pela plataforma em relação ao Explorar e Reels é semelhante ao Feed e Stories. Basicamente eles avaliam a popularidade da publicação, a sua relação com o usuário que fez o post, o seu histórico de atividades e alguns dados sobre a pessoa que fez a publicação.

Por fim, o Instagram não recomenda publicações perturbadores ou sensíveis na aba Explorar. Já no Reels, os vídeos com baixa resolução e marcas d’água, ou que tratam de assuntos políticos, não ganham destaque.

A nossa cabeça está borbulhando com tantas informações sobre o algoritmo do Instagram! 🤯 Já era hora da plataforma se posicionar e esclarecer como as engrenagens funcionam. O que você achou de todos esses detalhes?

Para saber mais sobre o Instagram, como usar o Reels, Stories ou vender pela plataforma, confira nossos conteúdo abaixo:

Faça um comentário

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Close