BlogMarketing Digital

Métricas de marketing: Confira todas que você deve mensurar!

Avalie esse artigo

Administrar um negócio exige bastante conhecimento, especialmente para conseguir fechar vendas e consolidar o nome da sua marca. Por muito tempo, empresários confiavam muito mais em sua intuição e experiência para tomar decisões, mas hoje já é possível acompanhar métricas de marketing e outros dados que te ajudam a identificar os pontos fortes e fracos dentro da sua empresa.

Com o suporte de estatísticas precisas, você pode fazer escolhas mais eficientes para o seu negócio, minimizando suas chances de perda e encontrando as melhores oportunidades de negócio. Basta que você saiba quais métricas são mais relevantes para sua tomada de decisão.

E para te ajudar com esta tarefa, trouxemos aqui 5 métricas de marketing que você deve sempre medir para acompanhar o desempenho do seu negócio. Confira:

1. Retorno sobre investimento

business-idea-copy-space-background-concept_1421-193

Também conhecido como ROI (Return On Investment), este é um dos principais indicadores de sucesso em qualquer campanha de marketing. De forma simples, ele representa a taxa de retorno obtida diante do investimento inicial. Por exemplo, se uma campanha custou R$100 e você obteve um total de R$120, seu ROI foi de 20%.

Esta métrica é muito relevante, pois determina o valor real de um investimento. Se a taxa de retorno é muito baixa, não fará tanta diferença investir duas ou três vezes mais, pois o lucro é pequeno. Você deve estimar o ROI no início da campanha, tentando identificar se uma determinada oportunidade de negócio é promissora ou não.

2. Taxa de conversão

pos-credit-card-settlement-instead-of-cash-settlement-shopping_1359-1162

Muitas métricas de marketing são centradas na aquisição de leads e clientes. A taxa de conversão é uma das mais simples neste contexto. Ela representa a proporção entre o número de pessoas que foram alcançadas pela sua campanha e aquelas que foram “convertidas”, se tornando clientes ou ao menos avançando na jornada de compra.

Conseguir uma taxa de conversão bem elevada, obviamente, é muito bom para qualquer negócio, pois também afeta o ROI da empresa em algum momento. Nem toda conversão tem como objetivo fechar uma venda diretamente. Talvez você só precise de mais acessos recorrentes à sua página para melhorar seu alcance e classificação, por exemplo.

3. Custo por click

finger-pressing-a-search-engine_1112-658

Ao desenvolver uma campanha de marketing digital, seja pelo Facebook Ads ou pelo Google AdWords, pode ser que você pague pela divulgação de seus anúncios em um modelo chamado “Pay Per Click”. Como o nome diz, você pagará por cada vez que seu anúncio for clicado. Porém, o custo de cada click é dinâmico, sendo alterado por vários fatores.

Em geral, esse valor depende das palavras-chave escolhidas no início da sua campanha. Maior procura significa mais visualizações, mas também gera um valor mais alto para aquela palavra específica. O objetivo aqui é otimizar esse valor, conseguindo o maior número de conversões com um custo por click razoável para seu orçamento.

4. Custo de aquisição por cliente

close-up-of-two-business-people-shaking-hands-while-sitting-at-the-working-place_1150-1817

De todas as métricas de marketing digital, essa é provavelmente uma das mais interessantes e úteis. Trata-se do quanto você precisa investir para trazer cada cliente até sua empresa. Por exemplo, se você monta uma campanha de R$5.000 e consegue um total de 1.000 vendas, o custo de aquisição por cliente foi de R$5.

Este valor serve como ponto de partida para determinar se uma campanha foi lucrativa ou não. Se o ticket médio destes novos clientes for inferior a R$5, então o custo ficou acima do faturamento. Se for superior, você obteve uma margem de lucro. Resta saber o quão relevante ela foi.

5. Lifetime value

business-strategy-success-target-goals_1421-33

Após uma campanha, você deve esperar que cada cliente continue comprando com sua empresa por mais algum tempo, mantendo um determinado ticket médio. A combinação de tempo e faturamento é o que determina o lifetime value do cliente, ou seu “valor por tempo de vida”.

O cálculo aqui é bem simples. Primeiro, você determina o ticket médio estimado para um comprador. Em seguida, multiplica pelo tempo total que ele permanece no negócio. Por exemplo, se um cliente gasta R$30 por mês e continua comprando por 6 meses em média, o lifetime value deste comprador é de R$180.

Agora você sabe quais métricas de marketing não podem faltar para que suas campanhas sejam mais bem sucedidas. Quer encontrar mais soluções para sua empresa? Então visite a página da Echosis e confira nossos serviços de marketing digital.

Faça um comentário
Tags

Postagens relacionadas